segunda-feira, 29 de maio de 2017

Como contatas as fadinhas Asrais

Asrais são pequeninas fadas da água, que medem cerce de 15 centímetros mais ou menos, de beleza natural, sábias e brincalhonas. Seus corpos, às vezes, se confundem com a água e podemos percebê-las através de ondulações na água ou pontinhos brilhantes. Quando expostas à luz solar, imediatamente se transformam em água, mas não morrem, apenas retornam a água e se materializam novamente.
Podemos contatar as Asrais quando quisermos espantar os pesadelos, mas atenção, há uma grande chance de elas realmente virem, e sua aparência pode surpreender um pouco. Eu via Asrais em meus sonhos antes mesmo de pesquisar mais sobre elas e, na época, pensava que era só imaginação minha, e elas sempre se mostraram dóceis e brincalhonas. Depois que li Lua Das Fadas (de Eddie Van Feu), me interessei mais por essas fadinhas e fiz o ritual a seguir para contatá-las, deu certo, mas assumo que me assustei um pouquinho porque sonhei com uma Asrai dentro do tanque de roupas na lavanderia, ela era era morena clara, com cabelos longos e pretos, usava um vestido branco, longo, quase transparente, e aparentava ter uns dezesseis anos no máximo. Era muito bonita, e flutuava sobre uma onda na água, mas o que me assustou mesmo foram seus olhos negros. Talvez olhos negros não sejam nada demais, afinal, tem pessoas com olhos negros (tive uma amiga que tinha olhos negros), mas quando você é Hunter, aprende a correr de qualquer coisa com olhos escuros. RsRs. Sei que quase não tenho mais pesadelos, e o chuveiro vive ligando sozinho vez ou outra. De qualquer forma, as Asrais são inofensivas. Creio que haja outras magias com elas, mas não me recordo agora, porém, pesquisarei mais a respeito, e se encontrar algo referente, eu posto aqui no blog. Tudo bem? Se conhecerem algum ritual com elas e quiserem recomendar, podem enviar pelo email, mas não esqueçam de citar a fonte do texto para não termos problemas depois.



Feitiço para contatar as Asrais


Você precisará de:

*1 vela azul (serve comum também);
*1 cristal bonito (serve quartzo branco e azul) ou uma pedra comum de rio;
*Um aquário, bacia branca ou balde (recomendo um aquário bem decorado, caso deseje manter a asrai por perto, não tem problema se for o seu aquário comum, pois asrais adoram cardumes coloridos);


Como fazer:

Deve ser feito à noite, e de preferência, só à luz da vela, já acesa.

Observar a fase lunar, dependendo da finalidade do feitiço:

Lua Minguante – Para espantar pesadelos e/ou sentimentos ruins (como o medo e a melancolia).

Lua Nova ou Cheia – Para sonhos com os Reinos Das Fadas.

Lua Crescente – Conquistar a simpatia das Asrais e/ou apaziguá-las (caso as tenha ofendido de alguma forma).

Acenda a vela.
Coloque o cristal ou pedra no fundo do aquário ou bacia.
Encare o fundo do aquário, pode ser a pedra, se assim desejar, concentre-se e chame pelas Asrais, o ideal é que se expresse com suas próprias palavras e não com algo pronto, pois as asrais gostam de pessoas ousadas e emotivas, que não tem medo de dizer o que sentem, mas pode ser difícil, então, se encontrar dificuldade, use essas palavras como base:

Há uma pequenina menina
Que no fundo das águas, se esconde
Se eu chamo o seu nome
"Asrai" me responde
Porém, se à luz solar se banhar
Depressa some
Em água convertendo-se
E materializando-se
Apenas a luz do luar.
Asrai, responde-me?
Asrai, responde-me?


Visualize a asrai se formando a partir da água e mantenha essa imagem em sua mente por um tempo, até achar que já deu, ou sentir a presença dela. Agradeça a Asrai antes de ir e deixe a vela queimar até o fim, pois ela contém a energia que o elemental precisa para atravessar o portal até a nossa dimensão. Se a vela se apagar, significa que nenhuma asrai pode atender o seu pedido no momento, se queimou só até metade, deve tentar novamente na próxima lua, e se queimou até o fim, parabéns, conseguiu contatá-las, é só prestar a atenção aos sinais. (c)


Padrão Vibracional

O que é preciso para ver fadas? Preciso acreditar nelas para que isso aconteça? Tenho recebido muitas perguntas semelhantes e peço desculpas se não consegui sanar essa dúvida antes, é que, às vezes, a resposta é tão óbvia que sinto dificuldade em expressá-la em palavras.

Sei que muitos jovens se interessam pela Wicca justamente pelo encanto que sentem por Fadas, Elfos, Ninfas e etc; e sei também que muitos bruxos não gostam disso, sendo pouco receptivos com os novatos. Desaprovo isso. Acho que todos temos um motivo que nos atrai para a Antiga Religião, e se esse motivo é um chamado de seu coração ou simples fascínio ou curiosidade, tanto faz. Devemos receber a todos com um sorriso e tentar orientá-los nessa jornada. Jamais devemos subestimar alguém porque não conhecemos as pessoas a fundo e elas podem nos surpreender – tanto no bom quanto no mau sentido -. Às vezes, uma pessoa começa a estudar sobre a Wicca só por curiosidade e termina se encantando tanto que quando dá por si, já é um bruxo de verdade. Outros, infelizmente, não se identificam e nos deixam, mas, algo muda neles, sua forma de ver o mundo e de interagir com as pessoas e coisas ao seu redor, logo, mesmo que você deixe a magia, ela não te deixa, não por completo… É algo mágico, inexplicável. Só quem vivencia isso pode entender.

Passei por um período em que questionei minhas crenças, e isso é horrível, porque faz com que você perca a direção e pare no meio do caminho sem saber para onde seguir, mas é um mal necessário porque pode fortalecer sua fé ou enfraquecê-la. No meu caso, acredito que fortaleceu, e finalmente encontrei o que procurava, cheguei às fadas e meu propósito é fazer com que outros cheguem também. Me dedicarei um pouco mais aos meus estudos e, se der tudo certo, futuramente, depois que for oficialmente considerada uma Wiccana, desejo formar um coven – não vem a ser uma ambição, mas uma missão, algo que tenho de fazer porque fui escolhida para isso – e, será com imenso prazer que guiarei as pessoas até as fadas e outros elementais, mas, até lá, farei o que estiver ao meu alcance para que vocês mesmos encontrem seus caminhos.

Não precisa acreditar em fadas para vê-las; há vários relatos que ilustram exemplos de gente descrente que teve encontros com estes seres feéricos, mas seria melhor se você acreditasse, pois isso o prepararia psicologicamente e emocionalmente. Nem sempre veremos as fadas como pontinhos brilhantes no escuro, por vezes, sua aparência pode ser um pouco “surpreendente”. Algumas fadas podem se mostrar albinas e se vestirem de branco da cabeça aos pés, cobrindo seus rostos com véus – eu não sei quanto a você, mas isso, com certeza, me surpreendeu no escuro (e foi a primeira fada que vi de forma “física” nessa dimensão, se não me engano, postei esse relato aqui no blog, é só procurar por “Fada ou Fantasma?” na Tag “relatos”) - e, outras, ainda, podem ter uma aparência um tanto bizarra, como a Meggy Moulach que tem a pele cinzenta, o rosto peludo e não possui um nariz. Há fadas de várias formas e tamanhos, habitantes de diferentes Reinos Feéricos, algumas podem ser levadas, outras podem ser melancólicas, muitas são boas e algumas são perversas. A maioria das pessoas que vem até mim, desejando vê-las, não se interessa muito com a aparência delas, mas, com sua índole, e todos perguntam a mesma coisa: “Como atrair as fadas boas e evitar as más?”. Uma resposta simples para uma pergunta simples: “Cuidando do seu padrão vibracional”, ou, seja… Cuidando de sua energia, dos seus pensamentos e sentimentos. Olhe para você mesmo e se pergunte “sou uma pessoa boa? Tenho sentimentos bons? Ajudo os outros de forma desinteressada?”, essa autoanálise é importante porque você só atrai o que você é. Essa regra vale para qualquer interação espiritual, quer seja com anjos, elementais e espíritos humanos. Obviamente, no caso dos anjos, você não atraíra um anjo malvado, não. O máximo que pode acontecer é seu anjo não se manifestar da forma como você gostaria e/ou não poder atender sempre ao seu chamado, foi assim com meu anjo da guarda. Ele sempre esteve ao meu lado, mas eu não confiava nele e quando confiava, não merecia sua ajuda porque minha aura não vibrava de forma elevada. Talvez, por isso, seja difícil trabalhar com anjos, porque é preciso atingir um certo grau de espiritualidade, é preciso crer e se aproximar de Deus (Jeová), uma vez que os anjos são seus filhos, sua criação! Aí, alguém poderia dizer que os anjos independem de Deus e que são citados em outros livros sagrados, etc. Pode até ser, mas para mim, eles são mensageiros de um deus só, e só podemos alcançá-los se, antes, alcançarmos Deus. “Mas Dani, bruxos podem mexer com Deus?”, claro que podem! Quem disse o contrário? Não poderíamos se trabalhássemos numa linha de retrocesso, se fizéssemos magia negra, mas como não é o caso, eu não vejo problemas. Quem provavelmente imporá barreiras serão os pregadores das religiões cristãs, mas, então, é só você não comentar que segue a Wicca, ou não frequentar nenhuma igreja e orar em casa, ou pensar qual a melhor forma de lidar com essa situação, faça como seu coração lhe aconselhar. Na dúvida sobre qualquer coisa, sempre ouça seu coração, ele nunca se engana, e uma bruxa de verdade sempre confia em sua intuição.

Voltando às fadas, se você possui vidência ou abriu seu terceiro olho e ainda assim não conseguiu vê-las, tente elevar seu espírito, sua mente… Talvez deva mudar algo em seu comportamento, crer, desenvolver simpatia pelas plantas e crianças e animais, etc. O amor sempre foi e sempre será tão forte e elevado quanto a fé, e capaz de mover montanhas. Então, se está com dificuldade em sentir amor, trabalhe antes com as ninfas ou outros seres da água (só não exagere na dose porque amor demais pode matar! Não pague pra ver! E quando sentir que está ficando melancólico ou depressivo, faça imediatamente um ritual para se equilibrar com os quatro elementos, não deixe pra depois!), e quando sentir o amor exalando por seus poros – o amor que falo não é paixão, mas sim compreensão, aceitação e carinho por pessoas, plantas e animais, é não ignorar aquele filhote de gato encolhido num canto, tremendo de frio num dia chuvoso; não jogar lixo naquela árvore quando não tem uma lixeira por perto; ajudar aquele homem cego a atravessar a rua e não rir quando o coitado bater de cara na vitrine – tente novamente contatar as fadas. Se ainda não der certo, se você for um doce de pessoa (e não apenas fingir ser) e não conseguir de jeito nenhum atraí-las, tente uma regressão ou algo semelhante, talvez, em outra vida, você as tenha ofendido diretamente (pode ter visto uma, confundido-a com o cabrunco e dito palavras não muito agradáveis, por exemplo) ou indiretamente (ter feito alguma ação prejudicial a natureza ou aos animais, etc). No meu caso, eu as magoei diretamente e, mesmo em muitos “encontros”, elas ainda me olham ressentidas e magoadas, não jogam na cara o que eu fiz, mas um olhar, muitas vezes, diz mais que palavras, e isso me doí muito, porque eu as amo com todo o meu ser!
Tente a regressão, especialmente se desconfiar que é um Híbrido ou que pode ser a reencarnação de um elemental, mas vá preparado para ver sua face mais obscura, porque a regressão é isso, esfrega na sua cara, seus erros, mentiras e maldades, mas, por outro lado, a regressão também pode ajudá-lo a aceitar ou encarar sua realidade e suas limitações com humildade e, em alguns casos, até com resignação. É uma experiência incrível, mas te muda para sempre e temporariamente pode deixá-lo “confuso”, sem saber quem é de verdade, é quando você deve separar a pessoa que era antes da que você é hoje, e tentar consertar os defeitos do seu “outro eu”, por exemplo, se você era demasiado caprichoso na vida passada e isso seguiu você até essa vida, é hora de mudar isso, antes que se volte contra você.

Claro que ninguém muda da noite pro dia, da água pro vinho. Tem de estar disposto a isso. Tem de querer e tem de se esforçar MUITO. Também tem de entender que se você, ontem, era um sujeito miserável do tipo que não valia um tostão furado, não pode esperar que todos mudem a forma de olhá-lo de repente, isso leva tempo e, é um teste a sua paciência. Se você voltar ao que era só porque os outros não foram legais com você quando mudou, então… Sinto em informar-lhe, mas, na verdade, você nunca mudou, pois, como o Livro Dos Espíritos de Allan Kardec diz “não há retrocessos na evolução espiritual”, logo, um ser bom não pode se tornar mau e vice versa, pois, se um ser “bom”, de repente, comete uma atrocidade, na verdade, ele não era tão bom assim, e em seu íntimo já alimentava desejos sombrios, os conteve até então, mas só!

Você deve confiar em si mesmo, admitir que é um ser imperfeito e buscar sempre melhorar. Não deve se contentar nunca a nível espiritual, pois, se você ainda respira é porque tem trabalho a fazer. Não queira entrar na lista dos espíritos infelizes que vivem a reclamar que desperdiçaram a vida e que poderiam ter feito mais e melhor. Roubando uma frase que ouvi no filme Legião (é um filme muito interessante onde o arcanjo Miguel vem à terra impedir o apocalipse e salvar o messias), “se você soubesse que essa seria sua última noite na terra, você se sentiria orgulhoso de tudo o que fez até agora? Se a resposta for não, então está na hora de mudar”.
E pra você que está cansado de viver, eu digo: Viva como se não houvesse amanhã, mas se esforce pra sentir orgulho de si mesmo quando se encarar no espelho, porque senão você volta várias e várias vezes, até prestar a atenção ao que tem de aprender! O único jeito de parar de reencarnar é evoluindo a nível angélico – isso é possível? SIM -, mas leva tempo, como tudo o mais.

sábado, 11 de março de 2017

Reencarnação & Elementais

“É possível um Elemental reencarnar como um Humano, ou, um Humano reencarnar como um Elemental?”


Eu sempre tive essa dúvida, e aposto que muitas pessoas também, porque os Elementais são criaturas fascinantes, e não é toa que muitas pessoas desejam ser como eles, ou, o melhor, se TORNAR um deles. No desespero, tem gente que recorre a esses “feitiços” malucos que prometem transformar qualquer reles mortal em fada, sereia e mesmo vampiro, assim, num mero estalar de dedos. Até fiz um post, certa vez, dizendo que isso é impossível, e é mesmo! Analisando uns desses feitiços, percebi que era mais um tipo de pacto sombrio para conceder permissão para alguma entidade maligna possuir seu corpo. Coisa mais sinistra! Badb me livre! Mas se lembram o que eu disse na época? Que só era possível se tornar um Elemental se você nascesse como um, ou fosse transformado por algum (a) deus (a)? Também é verdade. Na Wicca, acredita-se em reencarnação (e tenho estudado um pouco sobre isso, inclusive, já consegui lembrar de uma das minhas vidas anteriores, e MUITA coisa faz sentido agora, tipo, porque não tenho um pai ou irmãs), e é um assunto difícil de compreender, às vezes, mas resumindo: Reencarnamos porque temos de evoluir e nos tornar pessoas melhores. Tem gente que vê a reencarnação como uma punição, e especialmente, se estiver insatisfeito com sua própria vida. Eu mesma, por exemplo, vivia reclamando com Deus, e perguntando por que não tive um pai e uma irmã. Chegou num nível que voltei à depressão. Então, uma noite, quando estava entediada e sem nada para fazer, vi O Livro Dos Espíritos, de Allan Kardec, na minha estante. Faz anos que minha mãe me deu esse livro, mas eu nunca tive interesse em lê-lo e o deixei num canto, até que decidi dar uma chance a ele. Tudo o que li me surpreendeu muito, mas, ainda assim, eu ri. Devo confessar que até então, eu não acreditava muito em reencarnação não. Mas eu andava tendo vislumbres na minha mente de lugares incríveis que eu nunca conheci, mas que ainda assim sentia que sim, que lá era meu lugar. E sentia falta de pessoas que sabia que não existiam (ao menos, não nessa vida!), como de uma filha. Coincidência ou não, achei uma página na agenda da minha mãe um sonho que ela havia tido comigo, mas não me contou antes não sei porque. No sonho, ela encontrava o que achou ser um anjo que disse para ela me dizer que eu tinha tido uma filha e morri num acidente, e por isso, eu não queria reencarnar, porque não queria deixar a minha filha. E por conta disso, minha mãe teve complicações no parto (e foi mesmo! Ela quase morreu!). Eu me emocionei com isso, mas o tempo passou, e sabe como é a nossa mente, sempre tentando nos convencer de que tudo acontece Aqui e Agora, e eu me convenci de que foi só um sonho bobo. Ainda depois que li o Livro Dos Espíritos, desdenhei dele. Foi quando tive minha primeira lembrança: Vi quem eu era na vida anterior a esta, eu era linda, rica, e tinha tudo, mesmo um pai e três ou quatro irmãs (não lembro direito), mas eu ligava pra isso? Não ligava! Só dei dor de cabeça e desgosto a todo mundo e ainda fugi de casa. O pior foi que não quis assumir os negócios da família porque eu odiava responsabilidades (ainda odeio nessa vida e tenho medo de qualquer tipo de compromisso quer seja material ou sentimental). Resultado: Nessa vida, eu não tive pai pra aprender a dar valor nele, porque eu não dava na outra vida. Também não tive irmãs porque fui uma péssima irmã. Também fui uma péssima amiga, eu traia qualquer porque só me importava comigo mesma. Minha tia (da outra vida) chegou a me chamar de egoísta várias e várias vezes, e isso está ecoando até agora na minha cabeça. Tem muito mais coisas, mas eu conto depois noutra ocasião, porque é difícil falar disso. Eu fui uma pessoa muito… Enfim, não me orgulho de ser quem eu fui, e mesmo depois de morta, meu espírito ainda fez merda.
Meu pai, minhas irmãs e minha tia ainda vem me visitar às vezes e me fazem lembrar de algumas coisas, porque, pelo que entendi, eu posso voltar pra eles, mas, primeiro, tenho de fazer algo nessa dimensão, tenho que enfrentar meus medos, e isso é o mais difícil porque quanto mais o tempo passa, mais amedrontada fico. Tudo faz sentido agora. Sabe quando você sente que não pertence a esse mundo? Que seu lugar não é aqui? Novidade: Não é mesmo!


|Livro Dos Espíritos – Encarnação nos diferentes Mundos:


172-Nossas diferentes existências corporais se passam todas sobre a Terra?

— Não, não todas, mas nos diferentes mundos; a que passamos neste globo não é a primeira, nem a última e é uma das mais materiais e das mais distanciadas da perfeição.

173 – A alma a cada nova existência corporal, passa de um mundo a outro ou pode viver várias vezes sobre o mesmo globo?

— Pode reviver muitas vezes sobre o mesmo globo se não é bastante avançada para passar para um mundo superior.

Assim, podemos reaparecer várias vezes sobre a Terra?

— Certamente.

174 – Voltar a habitar a Terra é uma necessidade?

—Não, mas se não progrediste, podereis ir para outro mundo que não seja melhor, e que pode ser pior.

[…]

176 – Os espíritos depois de terem encarnado em outros mundos, podem encarnar neste sem jamais terem passado por aqui?

—Sim, como vós em outros mundos. Todos os mundos são solidários; o que não se faz em um, pode-se fazer no outro.

Há homens que estão sobre a Terra pela primeira vez?

—Há muitos e em diversos graus.

[…]

178 – Os espíritos podem reviver corporalmente num mundo relativamente inferior àqueles em que já viveram?

—Sim; quando devem cumprir uma missão para ajudar o progresso, e, nesse caso, aceitam com alegria as tribulações dessa existência, visto que lhes fornecessem um meio de progredir.

[…]

183 – O espírito pode escolher o novo mundo que vai habitar?

— Nem sempre, mas pode pedir e, se tiver méritos, pode ser atendido; pois os mundos são acessíveis aos Espíritos de acordo com seu grau de elevação.

—Segundo os Espíritos, de todos os globos que compõe o nosso sistema planetário, a Terra é um daqueles onde os habitantes são os menos avançados, física e moralmente. Marte seria ainda inferior e Júpiter, o mais superior em relação a todos. O Sol não seria um mundo habitado por seres corporais, mas um local de reunião dos Espíritos superiores que, de lá, irradiam seus pensamentos para outros mundos, que dirigem por intermédio dos Espíritos menos elevados, transmitindo-os a estes, por intermédio do fluido universal. Como constituição física, o Sol seria um foco de eletricidade. Todos os sóis parecem estar numa posição idêntica.|



O Livro Dos Espíritos também fala brevemente dos Elementais, mas se refere a eles como seres inferiores que ainda precisam evoluir. Muitos, reencarnariam como humanos para conhecer sentimentos como amor e bondade e perdão, porque nem todos os Elementais compreendem bem esses sentimentos. Agora, imagine saber que você era uma fada ou um elfo e agora é só um humano? Qual a sensação? Você não se sentirá como um idiota e se perguntara o que fez de errado? Pois é. Mas reencarnação é assim mesmo. Você tem de entender que foi para o seu bem, para a sua evolução, e que, posteriormente, talvez, você até possa voltar para seu Reino Mágico, terminar o que deixou pendente. Não é assim também na Terra? Já li casos de pessoas que reencarnaram na mesma família só para se acertarem com seus parentes ou terminarem de resolver algo que ficou pendente, e adivinhe? Ninguém obrigou elas a isso, foram elas mesmas que escolheram isso. Mas quem pediria para vir para um mundo onde a magia é muito difícil de ser trabalhada, e ainda abdicaria de seus poderes? Parece absurdo! Mas então, nos lembramos que Elementais são impulsivos e se fascinam facilmente. Se alguém os convida para saltar de um arranha-céu, eles dão os ombros e dizem: “por que não?”. Oh, mas claro, eles tem poderes! Não. Acho que eles saltariam mesmo que não tivessem, porque eles não sabem o que é medo. Por isso, eles são mandados pra Terra, pra aprenderem a ter, para conhecerem limites. Não existe punição, mas lição. Você nunca dará valor ao que tem se algum dia não sentir que pode perder isso, ou, pior, perder mesmo. Quando lembro dos rostos frustrados do meu pai, da minha tia e de uma de minhas irmãs… Eu entendo perfeitamente isso, e sinto uma dor que não sei se algum dia passará. Foi por causa do meu passado também que demorei anos para acessar o Reino Das Fadas, porque quando elas precisaram de mim, eu as abandonei. Conversei sobre isso com o meu irmão Thiago e ele riu e disse: “Todos foram importantes em suas vidas passadas, reis e rainhas”. Eu não discuti com ele, queria que ele estivesse certo, mas essas coisas são difíceis de serem questionadas porque quando acontece, você sente, você sabe que é mesmo real e não uma fantasia. Até porque você analisa sua vida atual, seus erros e acertos, suas qualidades e defeitos, etc. Tudo isso só confirma quem você é ou era… Eu sempre tive um certo fascínio por realeza, mas também muito medo, não só da realeza, mas de qualquer posição elevada. Sempre quis que os outros decidissem por mim, porque seria mais fácil assim. Só que meu desafio é justamente esse, aprender a escolher e seguir o que é melhor pra mim. Eu tenho que governar minha própria vida! Não sei se consigo.
Tem muita gente que surta e se mata! Por isso que é bom estar preparado emocionalmente quando for tentar algum ritual de regressão, porque você olhará para seu lado sombrio, tudo o que você fez de errado, as pessoas que magoou e para quem mentiu. Eu digo, isso arrasa com qualquer um. Tanto faz se você foi uma princesa das fadas, um cavaleiro templário ou um simples camponês, isso não vai importar muito depois de ver o que fez de ruim… Tudo o que fez de ruim. Eu acho que preferia não ter visto nada, apesar que entendi porque sou como sou, mas não queria ter visto. Se eu pudesse voltar no tempo, eu não veria. Não, o pior foi que nem fiz nenhum ritual, foi meu pai (o de outra vida) quem me mostrou. Ele foi um homem bom, mas um pouco autoritário (e por isso não gosto de receber ordens nessa vida de jeito nenhum).


A reencarnação de um Elemental tem poderes?


Essa perguntinha deve estar dançando em sua cabeça, não?! Eu não diria poderes, mas algum dom natural, como adivinhar as coisas, pressentir a morte de um ente querido ou mesmo de um estranho (dependendo da intensidade, isso pode ser mais uma punição que uma bênção porque você sempre fica terrivelmente deprimido antes de alguém morrer, independente de gostar ou não da pessoa), ser persuasivo ou excelente mentiroso, etc. Claro que isso não é uma regra, mas o contato ou a dificuldade dele com outros reinos, pode ter relação. Você esquece, mas os Elementais não! Por exemplo, você ter sido um elfo guerreiro e arrasado com a vilinha pacata dos gnomos. Claro que os bichinhos vão guardar mágoa de você, mesmo que nessa vida, você seja bonzinho. O que fazer pra mostrar que você mudou, camaradinha? Com tempo, paciência, carinho e insistência. Tem Elementais que perdoam fácil, outros, levam mais tempo.


Fui o rei dos elfos, e aí?


Grande coisa! Você foi, mas não é mais. Pode ser que alguns deles te respeitem como antes, mas outros não. Primeiro, porque você agora é só o João alguma coisa; segundo, porque, com certeza, já tem outro ocupado o trono (ah, você não queria deixar um trono sem rei, né?!); e terceiro, porque não há só uma Elfland, mas duas, talvez, mais, mas, os bruxos dividem em duas (a Branca e a Negra) pra facilitar o estudo destes seres.

Tá, mas e se… Os elfos insistem que tenho de governá-los?

Ué. Foge!
Kkkkk.
Não. Brincadeira.
Nada de colocar o carro na frente dos bois. Vá com calma. Lembre-se que você está aqui por um motivo, aprender uma ou mais coisas, e depois que aprender, as luzes se apagam pra você. Se não se apagaram ainda é porque você ainda tem lição por fazer. Então, você pode governar seus elfos como conseguir. Mas lembre-se: O tempo dos elfos (ou das fadas) é diferente do nosso. A duração de uma vida mortal é pequena para eles, então, viva sem pressa. O que quer que eles tenham preparado para você pode ser cumprido sem problemas depois que você morrer, até porque, você pode reencarnar como um deles. Legal, não?


Quais são os Elementais mais evoluídos?


Segundo o Espiritismo, é impossível o espírito regredir, ou, seja, uma pessoa boa não pode se tornar má, mas uma pessoa má pode fingir ser boa, e assim, confundir os outros, quando fizer o mal. Os Elementais não são suficientemente evoluídos, então… Obviamente, tem classes deles que você pode riscar de sua listinha, como os sátiros, por exemplo. A seguir, confira uma listinha que preparei com a ajuda da Giovanna Lynn, destacando os seres mais evoluídos e os menos evoluídos, lembrando que essa lista não deve ser levada ao pé da letra, porque, por exemplo, nem todos os elfos são maliciosos e perversos, tem alguns que já evoluíram e muito, mas a lista é no geral, dos Elementais “bons” e dos Elementais “maus”. Ok?


|Elementais mais ou menos evoluídos:


*Fadas (ainda são vaidosas, mas são muito inteligentes e poderosas, há fadas sombrias, mas a maioria é do bem);
*Nereidas (salvam náufragos e podem curar humanos);
*Ninfas (elas amam demais, a ponto de morrer ou matar, mas ainda podem curar pessoas e animais, e se importam com os outros, do jeito delas…);
*Gnomos (são muito sábios, embora, na deles, podem ajudar humanos com seus conhecimentos de ervas e cristais);



|Elementais menos evoluídos:


*Kitsunes (nem todas são más, mas as que são, podem enlouquecer ou possuir uma pessoa);
*Bakenekos (talvez o problema deles não seja especificamente ser maus, mas impulsivos e sem noção de perigo);
*Rusalkas (maliciosas e assassinas);
*Elfos (lembrando que nem todos são maus, mas ainda são maliciosos e trapaceiros);
*Bacantes (maliciosas, insanas e assassinas);
*Sereias (maliciosas e canibais);
*Sátiros (maliciosos);
*Centauros (maliciosos);
*Goblins (nem todos são maus, mas ignorantes);
*Troll (desprezam especialmente os humanos);


E agora entendemos que certas expressões como: “filhote de elfo”, ou, “seu troll”, “mãos de fada”, fazem MUITO sentido!

Amar a si mesmo não é egoísmo!

Há pessoas equivocadas que desprezam a Wicca, julgando erroneamente os bruxos como vaidosos e orgulhosos. Coisa de gente ignorante! Wiccanos são tudo menos vaidosos e orgulhosos. Acho injusto que a gente leve a culpa pelo que outra classe de bruxo faz. Não diria que bruxos que consideram a Lei Tríplice sejam egoístas porque têm consciência de que todo o bem ou todo o mal que fizerem contra seus semelhantes, cedo ou tarde, se voltará contra eles (senão nessa vida, em outra). Quanto a vaidade, eu diria que só buscamos refletir externamente o que somos internamente. É natural que uma pessoa saudável e feliz ame e cuide de si mesma, e também, acho que ninguém vai pro inferno só por se depilar de vez em quando, passar um desodorante, pentear o cabelo ou usar uma roupa moderna, né?! Já uma pessoa deprimida, até é compreensível, mas, ainda assim, recomendo se levantar cedo, tomar um banho, vestir uma roupa leve e colorida, se maquiar e ouvir uma playlist inspiradora porque quando você é atencioso consigo mesmo antes que os outros o sejam, isso muda você de dentro pra fora, te faz prestar a atenção nas coisas mais simples e belas da vida como o canto dos pássaros, ou a forma como o sol brilha em dado momento. E em vez de lastimar tudo, você vê o lado bom da coisa. Está chovendo? Que ótimo! É bom para as plantas e para as ninfas, e é bom pra você mesmo, relaxar um pouco enquanto ouve a chuva caindo em seu telhado. Ah, mas está muito quente! Por Hórus! Já pensou em tomar um bronzeado? Pelo menos não está chovendo. E assim, você segue… É como aquele ditado: “Em vez de amaldiçoar a escuridão, procuremos uma vela para iluminá-la”. Você não ganha nada reclamando, só acúmulo de energias negativas, e a vontade insana de partir dessa para melhor. Não pense que a vida é fácil pra ninguém porque não é, nem pra tia na fila do pão, nem pros Elementais, e muito menos pra mim! E ainda mais em 2017, ano em que as pessoas estarão mais centradas em si mesmas – as que não estiverem, tenderão a se sacrificar pelas outras, o que será um erro, porque haverá pouco reconhecimento -. Não espere um “obrigado” esse ano. Aprenda a ser humilde e fazer as coisas, desinteressadamente, sem esperar por nada em troca, ou, do contrário, todos os anjos das guardas terminarão fazendo terapia porque não conseguiram consolar seus protegidos. Esse ano não pede que sejamos especificamente “egoístas”, mas voltados a nós mesmos, às nossas necessidades, a conquista de nossos sonhos, etc. TODOS nós temos de aproveitar e pensar no que nos faz felizes e correr atrás, sem depender de ninguém. Podemos nos apoiar ao longo dessa caminhada, mas Jamais abrir mão do que queremos pelo outro, porque se não nos faz bem não deve ser feito. Pense nisso antes de tomar qualquer decisão importante. Depois não adianta choramingar pelos cantos, mas erguer a cabeça e aguentar tudo como um homenzinho. E lembre-se: Quando as coisas ficarem difíceis demais, você sempre pode contar com uma ajudinha invisível. ;)


Oração Celta para proteção


A cruz dos Santos e dos Anjos
Estejam conosco
Desde o alto de nossas cabeças,
Até o solo onde
Pisam nossos pés.
Oh, gloriosa Mão de Deus,
Oh, poderoso São Miguel,
Oh, gentil Santa Brígida,
Preservai-nos de todo o mal.
Oh, vós Três! Preservai-nos
No caminho reto.
Preservai-nos porque somos
Pobres de espírito,
Preservai-nos porque
Somos crianças do Senhor,
Preservai-nos de todos
Os perigos e tentações.
A proteção dos Três
Está conosco neste momento!
Oh, vós Três! Colocai-nos
Detrás de vossos escudos!
Amém!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...